Gincana no Paraná encerra o ano levando mais conhecimento à sociedade

Gincana no Paraná encerra o ano levando mais conhecimento à sociedade

Duas equipes participantes da Gincana da Hanseníase, realizada de março a maio de 2012 pelo Núcleo Regional da Educação de Cascavel (PR), em parceria com o MORHAN e apoio da 10ª Regional da Saúde e Secretaria de Saúde, desenvolveram diversas atividades com o conhecimento adquirido no evento.

 

A equipe do Colégio Estadual Desembargador Antonio Franco Ferreira da Costa, de Guaraniaçu, aproveitou a Feira do Conhecimento, que envolve toda a escola, e preparou uma peça teatral e uma palestra com o tema. Além disso, também foi realizada a campanha do ‘’Abraço grátis’’, uma forma de mostrar que o preconceito não leva a nada. Em dois dias de mobilização, cerca de 700 pessoas, entre estudantes e a comunidade, participaram da ação.

 

De acordo com a professora Valéria Fontanella Bertuol, uma das coordenadoras da equipe na Gincana, a grande surpresa foram as crianças menores, pois fizeram muitas perguntas demonstraram bastante interesse. Numa das ocasiões eles pintavam o braço de maneira simbólica para demonstrar a mancha da hanseníase.

 

Já no Colégio Estadual Antonio Marcos Shuster, de Cascavel, o grupo dirigido pela professora Marlene Martins também aproveitou a Feira Cultural da escola e entregou panfletos, orientou visitantes e encantou mais de 300 pessoas em apenas um dia de atividade.

 

Para a professora Márcia Fontanella, coordenadora da Gincana no NRE/Cascavel as ações mostram a importância do evento estadual. “Capacitamos em torno de 1000 pessoas entre professores e estudantes e são eles quem levarão todo esse conhecimento para as comunidades”, afirma.

(A Gincana Cultural “A Hanseníase tem cura. O preconceito também”, aconteceu de março a maio de 2012, e envolveu 36 equipes de 14 municípios da região oeste do Paraná)

Colaboração de Márcia Fontanella