MORHAN Belém promove ações e orientação em educação na saúde

MORHAN Belém promove ações e orientação em educação na saúde

Na sociedade da informação em que vivemos, as possibilidades de acesso e de difusão do conhecimento multiplicam-se velozmente, em todas as áreas. Na saúde pública, este fato repercute no renovado interesse e visibilidade de doenças endêmicas de países pobres, anteriormente negligenciadas, como a hanseníase, malária e tuberculose, entre outras.  “Sobre a hanseníase, espera-se que este novo impulso contribua para encerrar a era de discriminação e estigma social que sofreram os doentes e suas famílias até a descoberta do tratamento e cura para a doença”, diz Alan Rodrigues, coordenador financeiro do MORHAN Belém. Para Alan, o intercâmbio rápido de informação clínica e epidemiológica oportuna e confiável, amplamente acessível a acadêmicos, técnicos e população em geral, certamente, será um fator relevante para consolidar o processo de controle da hanseníase como problema de saúde pública. A iniciativa do MORHAN Belém de constituir e oferecer a sociedade esta temática sobre hanseníase (folder, cartaz, material diverso), apoiada numa rede e sempre aberta a inovações e aperfeiçoamentos pelos usuários, se insere nesse contexto. “Sabemos da grande incidência de casos da doença no estado do Pará. A única forma de mitigar e alcançar a eliminação da doença até 2010 é a orientação e potecialização das ações de prevenção. A informação é a nossa maior aliada”. O núcleo solicita material para trabalhar na região das ilhas de Belém e Marajó.  Qualquer material que esteja disponível para ações, encaminhar por correio para o endereço abaixo:Alan Rodrigues de Amorim – Coord. Financeiro MORHAN BelémRod. BR 316, Km 09, nº: 2100CEP: 67.013-000 – Centro / Ananindeua No caso de material virtual, o endereço é: ongguarcuru@yahoo.com.br