Seminário Nacional de Educação em Saúde e Direitos Humanos promove cidadania das pessoas atingidas pela hanseníase

Seminário Nacional de Educação em Saúde e Direitos Humanos promove cidadania das pessoas atingidas pela hanseníase

Nos dias 27 e 28 de março, Brasília recebe o Seminário Nacional de Educação em Saúde e Direitos Humanos, que será realizado no Hotel St. Paul (Setor Hoteleiro Sul Qd. 2, Bl. H). O evento visa promover a discussão sobre o Direito à cidadania das pessoas atingidas pela hanseníase. Organizado pelo MEC, o seminário conta com a participação de representantes de secretarias estaduais e municipais de Saúde, universidades, MORHAN, Ministério da Saúde, diretores de antigos hospitais-colônia e Secretaria Especial de Direitos Humanos (SEDH).  Um pouco de história – Em 24 de abril de 2006, foi instituído por meio do Decreto s/n, Grupo de Trabalho Interministerial (GTI) para identificar as atuais condições de vida de ex-colonos que foram atingidos pela hanseníase; bem como propor e articular a execução de ações interministeriais para a promoção dos direitos de cidadania dessa população. Em que pese o contido no Decreto s/n de 5 de setembro de 1991, que encerrou uma política de isolamento e confinamento compulsórios das pessoas atingidas pela hanseníase, as respostas governamentais não foram suficientes para garantir o total usufruto e gozo de direitos sociais.  As ações do MEC previstas para serem desenvolvidas em decorrência do trabalho do GTI foram: contribuir para a aceitação, o respeito e a tolerância para com os egressos de ex-colônias de hanseníase no ambiente escolar; e propiciar maior conhecimento sobre a hanseníase junto à população em geral, para combater  o preconceito e promover a inclusão social de portadores da doença. O Ministério da Educação, por intermédio da SECAD, desenvolveu ações para que se pudesse compreender o contexto das ex-colônias e a realidade das pessoas atingidas pela hanseníase no Brasil. Entre as ações, destaca-se a visita realizada junto às ex-colônias, estruturação de subsídios para a elaboração de políticas educacionais voltadas para o grupo social em questão. Este Seminário tem como objetivo estimular a reflexão e a proposição de políticas, metodologias e estratégias com a finalidade de assegurar os direitos da população atingida pela hanseníase e o respeito à sua singularidade no contexto escolar. Com as ações implementadas pretende-se consolidar as ações propostas no GTI (Grupo de Trabalho Interministerial) no campo da educação em saúde e direitos huma